Este Espaço tem por objetivo compartilhar leituras, falar de encontros, educação, eco-feminismo, parto humanizado, cultura de paz, espiritualidade, dança... de movimentos que o Universo faz pelos quais nos encontramos.
Seja bem vindo, a entrada é franca e amiga... mas chegue com o coração aberto, senão, de nada vai adiantar estar aqui!

25 de abr de 2010

Lua Cheia de abril 2010 - Festival de Wesak



LUA CHEIA DE TOURO – 28 ABRIL - QUARTA-FEIRA
2010

O céu é um livro que relata o processo de evolução da humanidade e, mesmo, o estimula – assim ensina Mestre Djwall Khull, o Tibetano.
Neste momento, o céu que se conecta com a Terra apresenta muitas conexões intensas, especialmente porque planetas irmãos do nosso, como Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão, intensificam a força do primeiro raio – da Vontade Divina -, do segundo raio – da Sabedoria e da Iluminação – e do sétimo raio – da Transmutação, do Perdão, da Alquimia. Todos eles estão em estreita ligação com a natureza, ativando seus processos de purificação e harmonização – seja pelas águas, como Netuno; pela terra, como Saturno, pelo fogo, como Plutão; pelo ar, como Urano.

É essencial que todos os que estão em sintonia com a Luz e trabalhando pela firmeza da Consciência Ascensionada e Livre aproveite este profundo momento de celebração que é o Festival de Wesak , no dia 28 de abril, para aliar a força da Mente Iluminada de Deus , representada pelo Senhor Gautama, ao Amor de Deus – já ancorado no Festival da Páscoa e a ser renovado no Festival de Asala, no dia 27 de maio. Conectados à Mente e ao Coração de Deus, podemos nos harmonizar com a natureza e curá-la, num grande serviço de perdão, alquimia, harmonia. Então, estejamos em PRONTIDÃO!

O Festival de Wesak representa certas idéias muito bem definidas e claramente assinaladas, e o oferecimento de uma grande oportunidade. As idéias que representa poderiam enumerar-se como segue:

* Em primeiro lugar este Festival enlaça o passado com o presente como nenhum outro Festival, relacionado com qualquer das religiões mundiais, o fez. Representa uma verdade viva e uma oportunidade presente. Em seu mútuo serviço à raça, o Buda e o Cristo produzem este enlace. Também fundem Oriente e Ocidente e unem numa totalidade a tradição cristã, as crenças budistas e hindus e a aspiração de todos os crentes do mundo de hoje, ortodoxos e não ortodoxos. As distinções religiosas desaparecem.

* Em segundo lugar, este Festival assinala o momento de máxima bendição espiritual no mundo. É uma época de uma chegada inusual de vida e de estimulação espiritual e serve para vitaliza a aspiração de todos.

* Em terceiro lugar no momento do Festival e mediante o esforço unido do Cristo e do Buda, trabalhando na mais estreita colaboração, se abre um canal de comunicação entre a humanidade e Deus, pelo qual o amor e a sabedoria do Mesmo Deus podem descer para um mundo expectante e necessitado. Falando simbolicamente, e recordando que os símbolos sempre velam uma verdade, poderia afirmar-se que na época da Lua Cheia, é como se subitamente, se abrisse de par em par uma porta que em outros momentos permanecesse fechada. Através dessa porta os aspirantes e discípulos podem contatar energias que, de outra forma, não estariam facilmente acessíveis. Através dessa porta pode realizar-se uma aproximação à verdade e à realidade e Aqueles que guiam a humanidade que não é possível em outros momentos. Ele está a disposição de todos quantos se encontram em ambos os lados da porta e cada vez o estarão mais.

O Festival de Wesak forma um ponto de coesão para quem, em síntese e simbolicamente, se une em meditação e em pensamento reflexivo como representantes tanto do Reino de Deus como da humanidade. Estabelece uma solidariedade de fato entre as aproximações Orientais e Ocidentais para um entendimento superior porque tanto o Cristo como o Buda estão presentes e ativos durante este ciclo anual.

O Festival de Wesak é um Festival de Lua Cheia universal, ou planetário, para pessoas de todas as crenças. É um elevado ponto de inspiração para o trabalho do ano que vem. Todos podem cooperar na consciência neste fluxo singularmente disponível de energias espirituais. Todos podem participar na meditação e no esforço por expressar uma irmandade prática como forma de vida. O valor de semelhante serviço grupal unido, no alinhamento com o Cristo e o Buda e as Forças de Iluminação, é óbvio e inspirador. Mediante o emprego de mantras ou plegarias mundial, a Grande Invocação, as energias disponíveis podem invocar-se magneticamente e por-se literalmente ao alcance da consciência humana:


A Grande Invocação

Desde o ponto de Luz na Mente de Deus,
Que aflua luz às mentes dos homens.
Que a Luz desça à Terra.

Desde o ponto de Amor no Coração de Deus,
Que aflua amor aos corações dos homens.
Que o Cristo retorne à Terra.

Desde o centro onde a Vontade de Deus é conhecida,
Que o propósito guie as pequenas vontades dos homens -
O propósito que os Mestres conhecem e a que servem.

Desde o centro a que chamamos raça dos homens,
Que se cumpra o Plano de Amor e Luz,
E que se sele a porta onde mora o mal.

Que a Luz, o Amor e o Poder restabeleçam o Plano na Terra.


Junte-se àqueles que trabalham no serviço de 
divulgação e distribuição da Grande Invocação.


Fonte de pesquisa:
Unindo Corações
Sabiduria Arcana.org

24 de abr de 2010

O medo da falta

A tristeza faz parte da vida tanto quanto a felicidade. Não se pode negá-la, ela tem de ser absorvida. (Osho, em "Hammer on the Rock")

Um dia escutei de uma irmã muito querida, Rosana Costa, que nós temos tudo que precisamos... "Se precisamos da Falta, a Falta nós teremos".
Aprender com a FALTA é algo esquisito, porque você NÃO TEM. Daí você tem duas opções: olhar para aquilo que VOCÊ NÃO TEM ou olhar para aquilo que VOCÊ TEM!
Se você fica olhando para aquilo que você "não tem", fica enredado numa ilusão pois fica olhando para algo que não tem, que não existe, não está ali. Lamenta por não ter, sofre porque deseja, e se cobra que DEVERIA ter. E porquê não tenho? Ai, "coitadinho" de mim! (Esta é uma grande armadilha que armamos para nós mesmos).
Neste momento é bom olhar ao seu redor para ver se alguém percebeu, a gente fica RIDÍCULO no papel de "vítima", é... você fica ridículo nessa fantasia, o pior é que a gente não se dá conta disso, nos sentimos tão confortáveis nesse papel que não percebemos a cena ridícula que estamos fazendo!
Mas, e quando você se dá conta do papel H O R R O R O S O que estava vestindo... ai meu Deus QUE VERGONHA! Daí você pega o "chicotinho" - sabe o chicotinho imaginário, aquele que fica sempre na cintura (tem pessoas que ficam com ele sempre na mão, que é para ser mais rápida na punição) - daí você bate, bate nas suas próprias costas, isso. SIM! Como os padres faziam, É MINHA CULPA, MINHA MÁXIMA CULPA. Nossa, já me vi fazendo isso comigo mesma, váaaarias vezes, é HORRÍVEL. Estamos tão acostumados com cenas chocantes na televisão, mas não estamos acostumados a nos depararmos com os nossos próprios agrassores internos, nossas próprias prisões... quando eu sou vítima e quando sou algoz de mim mesma, é TRISTE!

Claro que não é simples perceber isso, é muito mais fácil culpar os outros, a EXISTÊNCIA, Deus, o Sistema, a mãe, o Papa, o vizinho... qualquer um menos EU. Assumir a responsabilidade pelas escolhas que fiz na vida é algo que a maioria de nós não faz! Como mudar isso? Como fazer diferente? REFORMA ÍNTIMA!
Olha para as coisas que tem, você usa tudo que tem? Porque as coisas perdem o valor tão rápido? Porquê da necessidade de armazenar, reter, acumular coisas? Porque é tão difícil se desapegar de objetos, de pessoas, de locais? Porque tem que doer encerrar um ciclo? Porque os ventos da mudança o incomoda tanto? Você tem medo da falta?

É comum nos sentirmos sozinhos e desamparados em alguns trechos do Caminho quando estamos no processo de REFORMA ÍNTIMA. Tem momentos em que precisamos limpar os "porões", colocar "ordem na casa", fazer "aquela faxina", organizar as coisas... e nesta hora é VOCÊ que tem que colocar a mão na "massa", tem coisas que ninguém mais pode fazer além de você. E nestas horas é comum aparecerem situações fisicamente parecidas e você se pegar dizendo: mas que droga, tudo EU, ninguém ajuda! É comum sentir necessidade de comprar, de fugir de casa, de viajar sem rumo, qualquer coisa que te faça esquecer ou te tire da situação que TEM QUE ENCARAR. SÓ VOCÊ PODE FAZER ISSO!
Quando precisamos avaliar e colocar na balança, separar o joio do trigo, fazer escolhas... nestes momentos temos a tendência de pedir a ajuda de DEUS e do Mundo. Consultamos amigas, oráculos, ciganas, esperamos um sinal de qualquer lugar que nos diga o que fazer, a última coisa que fazemos é aquietar a mente e olhar a bagunça que está sua vida ou mesmo sua casa (porque o externo é um reflexo do interno). Ou simplesmente, se abrir para o NOVO, para novas possibilidades, confiar no fluxo do Universo, se você tem a certeza que até AGORA tem feito escolhas baseadas em seu próprio Coração. Respira, relaxe, aguarde.

INSEGURANÇA, MEDO DO DESCONHECIDO, são coisas que atormentam a mente de alguém controlador, aquela pessoa que tem que ter tudo sob controle... isso nos adoece hein, traz enfermidade, que é para você parar e ver que nem tudo pode controlar. E se eu te disser que é você mesmo que faz isso consigo não vai acreditar né?! Mas é! Nossa natureza é muito inteligente. As respostas, os sinais que esperamos nós mesmos nos damos, geramos doenças que são sinais educativos luminosos, que são oportunidades de identificarmos o que estamos fazendo da nossa energia criativa. Não são poucas as pessoas que diante de graves doenças, acidentes, catastrofes, risco de vida, se modificaram passado o Sinal Educativo Luminoso.
Lembrem-se: A falta que sentimos é de nós mesmos, ninguém vai preencher esse vazio! Você deve habitar o SEU INTERIOR!
Pense se não está muito tempo fora de Casa. Se sua mente anda vagando muito, entre muitos Espaços que não seja o seu Coração... A Mente e o Coração se amam, deixe-os juntos!

Não tenha medo!

Seja um Observador - observa a dor e aprende com ela.
Nós temos dois caminhos de crescimento: um mais macio que dói pouco - a Consciência - o outro é a Bênção da Dor. Não tem escapatória, Crescer dói! Segundo meu querido Gerson Rocha, quando nos deparamos com nossas Verdades a membrana da Consciência se expande e isto dói... por isso muitas vezes choramos compulsivamente sem explicação... isso mesmo, nós adultos podemos chorar desta forma, estamos em crescimento. Eu estou e VOCÊ?

Beijo no seu coração,
Ana Paula Andrade
Imagens do google
"Não se perca na armadilha da esperança, não se deixe levar pela idéia de que a ajuda vem de fora. O outro não o preencherá. Preenchimento é interno" (Osho)

22 de abr de 2010

Nigredo, Albedo e Rubedo

Olá queridos, compartilho o texto abaixo, extraído da página do Marcelo Del Debbio - Teoria da Conspiração - onde tenho encontrado leituras interessantíssimas... quero aqui agradecer à esse irmão que contribui de forma muito esclarecedora nas minhas buscas. Gratidão Marcelo.

  deldebbio | 1 de novembro de 2009


Alquimia é a arte e ciência que procura a transformação do corpo e da mente com a finalidade de converter, o indivíduo que a pratica, num canal cristalino para uma nova consciência. Essa consciência, diferentemente daquela que está presente no homem natural, outorga uma percepção do mundo na qual a unidade é a característica fundamental. O alquimista percebe o elo indivisível entre o Criador, o Universo e a Natureza Humana. Esse novo “estado de ser” foi conhecido pelos antigos como a descoberta e desenvolvimento da Pedra Filosofal.

Foi chamado assim, pois em hebraico, pedra é EBEN, sendo que a primeira parte da palavra constituída pelas letras Aleph e Beth formam a expressão AB que se traduz como “pai”. A segunda parte da palavra está constituída pelas letras Beth e Nun, as quais formam a expressão BEN que se traduz como “filho”. Dessa maneira, os antigos alquimistas ocultaram no simbolismo da Pedra Filosofal o conceito místico da união do Pai com o Filho, várias vezes repetido na Bíblia, tanto nas escrituras hebraicas do Antigo Testamento como nas grego-cristãs.
Esta é a Pedra Fundamental que na Bíblia é mencionada como “recusada pelos construtores”. Efetivamente, enquanto o ser humano comum pretende construir sua vida a partir dos efeitos do mundo sensorial, o alquimista reconhece o plano das causas, o nível espiritual profundo: a consciência. Sobre essa “rocha”, a mais sólida de todas, pois a consciência nunca muda nem se vê submetida às mudanças do mundo físico, o Filósofo da Arte trabalha sua personalidade, transformando adversidades em circunstâncias de crescimento favorável em todas as facetas de sua vida.
Uma vez atingida a Pedra Filosofal, isto é, uma vez reconhecido o foco de consciência interna ou o verdadeiro EU SOU em seu interior, o alquimista consegue transmutar o Chumbo em Ouro, isto é, mudar um estado de consciência limitado e pesado, em outro resplandecente e brilhante. Nessa “transmutação metálica”, o chumbo, metal associado ao planeta Saturno, representa o estado inferior, animalizado, no qual a consciência humana se vê limitada às condições de tempo e espaço. O chumbo é o estado de sofrimento produto da ignorância ao respeito de nossa natureza divina. O ouro, um metal solar, tem a conotação de integração, pois o astro central de nosso sistema planetário sempre representou a fonte de vida e regeneração da espécie humana.
Com esse poder renovador funcionando em seu interior, conhecido como a Medicina Universal, o alquimista pode, por meio da força do Amor Incondicional, integrar sua personalidade. Será graças à aplicação dessa força harmônica que chegará no ponto em que atingirá a perfeita saúde física e mental. Nesse estado o alquimista descobre o Elixir da Longa Vida, o reconhecimento de sua essência eterna e infinita, com o qual poderá recodificar seu próprio corpo físico, libertando-o da prisão da carne, isto é, dos resíduos da genética animal que o condena à morte e assim ao renascimento.
O objetivo final, que é a culminação do que se chama Grande Obra, tem lugar no momento em que sua integração com o Cosmos e o Criador é tal que seu corpo chega a um estado de total espiritualização. Em dito momento o alquimista se liberta e ascende, através dos planos de existência, em direção a um estado de ser onde as condições são de plena bem-aventurança em comunhão com o infinito.
Três são as etapas básicas no desenvolvimento alquímico. Neste ponto é importante ressaltar que existem diversas classificações, bem como diversas óticas no uso da Alquimia.
Existe assim, para resumir, uma Alquimia Interna e outra Externa. Neste texto estamos tratando a Alquimia Interna, isto é, aquela que transmuta a personalidade do alquimista. Uma vez realizada a Alquimia Interna se torna fácil entrar na Externa na qual o alquimista é capaz de modificar o “mundo material”. Literalmente, se for necessário, poderá transmutar chumbo físico em ouro. Mas isso nada mais é do que um símbolo da capacidade que o alquimista adquire em seu domínio do plano físico, o qual pode resultar milagroso para aqueles que não compreendem a raiz de seu poder.
Agora, voltando às etapas da Alquimia, podemos dividi-las em três: NIGREDO, ALBEDO e RUBEDO.
A primeira fase é a de ignorância e a do crítico acordar. É pela qual todos nós, em momentos importantes de transformação biológica, passamos de maneira natural. Nesta forma vem como nascimento e morte, ou bem aparece nas transformações que o corpo sofre na transição entre menino e adolescente, ou deste a jovem e daí à clássica crise dos quarenta ou à velhice.
Não obstante, o alquimista ativa por seus próprios meios o processo de transformação mais importante: a morte do ego ilusório. Durante vidas nos identificamos a uma infinidade de conceitos e intentamos faze-los rígidos, estáticos. Refugiamo-nos numa torre de apegos que em vão tentamos defender dos estragos da mudança perpétua ao que se vê submetido o mundo material.
Durante essa fase, de autêntica putrefação de antigos padrões habituais de comportamento, perfila-se pouco a pouco o alvorecer de um novo estado, no qual nossa verdadeira natureza se revela.
Este é ALBEDO, palavra que provém do termo latino “Alba”. Saindo da escuridão das nossas próprias sombras, entramos na dimensão da plena objetividade, em que o momento presente surge como a única realidade na qual vivemos. Vivendo nesse estado o corpo se transforma gradualmente até chegar a uma completa regeneração que ocorre paralela à purificação da alma que nos leva a ALBEDO, pois mente e corpo são partes de uma realidade indivisível e o que sucede em um, tem seu reflexo no outro.
A regeneração, em seu momento definitivo, nos leva ao estado de RUBEDO, o “vermelho”. Neste estado a iluminação se faz patente, um mundo novo se abre ante o “olho interior” e o estado de consciência cósmica se estabelece definitivamente. É a fase de contato pleno com a eternidade e a retificação total da alma. A Grande Obra se vê cumprida e o alquimista, cheio de amor por todos os seres, dedica-se a emanar luz a seus colegas, contemplando-os compassivamente desde as alturas da mais alta realização.

Texto do frater Juan Carlos Romera
Fonte: Teoria da Conspiração (web)

20 de abr de 2010

19 de abr de 2010

A Grande Invocação

Do ponto de Luz na mente de Deus,
que flua Luz à mente dos homens,
e que a Luz desça à Terra.
Do ponto de Amor no coração de Deus que flua amor ao coração dos homens, que Cristo retorne à Terra.
Do centro onde a vontade de Deus é conhecida, que o propósito guie as pequenas vontades dos homens, propósito que os mestres conhecem e servem.
Do centro a que chamamos a raça dos homens que se realize o plano de Amor e de Luz e feche a porta onde se encontra o mal.
Que a Luz, o Amor e o Poder restabeleçam o Plano Divino sobre a Terra, hoje e por toda a eternidade. Amém.

Organize uma (((SEGUNDA VERMELHA))) na sua casa, no seu bairro, na sua cidade

Saiba mais sobre a campanha:
http://segundavermelha.blogspot.com

(((SEGUNDA VERMELHA))) no CICC PAZ é FESTA!!!
Confira na Agenda.

::Quando::. 03 de Maio de 2010 (segunda-feira)
 
.::Onde::. BRASIL
 
.::Tema da Campanha 2010::. ARTE VISUAL (arte reciclada, foto, imagem,  popart, escultura, etc)
 
.::COMO ADERIR::.
 
*Blogagem coletiva: cyberativismo menstrual: Use a imagem acima e dê os créditos. Use e abuse do conteúdo do Blog da Campanha!
 
*Em grupo: UNINDO MULHERES: -junte mulheres: amigas, irmães, colegas de trabalho...convoque!
- Usem Vermelho!
-Literatura indicada: "Meu Sangue é ouro" (Lara Owen)
-Use material reciclado para criar alguma arte: ventres, ovarios, quadros, bolsas, popart..qualquer coisa que possa ser fotografado e enviado à gerencia desse blog. O material será publicado. Não esqueça de enviar local, nome e o que mais desejar sobre sua experiência.

*Sozinha: Agindo localmente!
- Vá para o trabalho de vermelho!
-Escreva algo em seu blog, se voce tiver; Use as imagens cedidas neste blog da Campanha "Segunda Vermelha 2010"
-Use material reciclado para criar alguma arte: ventres, ovarios, quadros, bolsas, popart..qualquer coisa que possa ser fotografado e enviado à gerencia desse blog. O material será publicado. Não esqueça de enviar local, nome e o que mais desejar.
 
.::Algumas informações::.
*Para colocar no BLOG SEGUNDAVERMELHA.BLOGSPOT.COM onde será O SEU ATO OU AÇÃO: escreva para cladosciclossagrados@yahoo.com.br e passe todas as informações para as demais mulheres de sua cidade.
*MUSEU DA CAMPANHA: Registre sua ação ou ato. Envie para a coordenação do BLOG para que possamos fazer um webmuseu da campanha!
*Fique à vontade para usar todo o material da campanha, mas por favor, dê os devidos créditos. Informação=responsabilidade!
 
.::O que é a campanha SEGUNDA VERMELHA::.
    Com nome original em inglês “Menstrual Monday”, ou a “Segunda Vermelha”, adaptado para o português, a campanha convoca a mulher contemporânea a participar ativamente de sua própria vida, redescobrindo e compartilhando com outras mulheres sua essência, empoderando-se e tornando-se uma forte agente transformadora de si mesma, de sua comunidade e do Planeta.
    A primeira vez que se comemorou foi em 2000, idealizado por Genebra Kachaman e Molly Strange. Elas arrumaram um jeito de incentivar as mulheres a ritualizarem suas menstruações e o fizeram com manifestações artísticas. Na época, a campanha teve adesão da França, Canadá, Escócia e Quênia. Kachaman e Strange diziam que a intenção da campanha era criar um senso de diversão em torno de menstruação; para encorajar as mulheres a assumir a responsabilidade da sua menstruação e de saúde reprodutiva, para criar uma maior visibilidade da menstruação nos meios de comunicação social; e para reforçar a honestidade da menstruação em nossos relacionamentos.    Na realidade a campanha foi um efeito contrário à grande quantidade de registros do chamado “choque tóxico” provocado pelos tampões internos naquela década de 90 e por tudo o que ele representa para a mulher: vulnerabilidade, vergonha, invasão, agressão e uma infinidade de doenças arrebatadoras e outras tão silenciosas quanto fatais, como o câncer de útero. Os tampões vão bem, obrigada, e pra quem trabalha com saúde da mulher, como eu, sabe que o número de casos de “choques tóxicos” com tampões e absorventes descartáveis continua de vento em polpa, no mundo todo. Menos na Índia, porque lá elas nem sabem o que é isso. Bom, sorte a delas. (para continuar lendo, clique aqui).
 

Coordenação da Campanha Segunda Vermelha - BRASIL
"Mulheres em Círculo para honrar seus ciclos; avançando fronteiras e tecendo redes.
Sabrina Alves
 

12 de abr de 2010

Reiki Unificado - no curso do Amor

Neste final de semana, 10 e 11 de abril, estivemos realizando mais uma Formação de Reiki Unificado Nível I - O CAMINHO DO CORAÇÃO, com base no Método Clã Filhas da Lua que, como todos os outros Sistemas, nos leva à mesma ÁRVORE, ao mesmo TRONCO ORIGINAL, á mesma RAÍZ.
Como disse a querida Carol: "esse não é um Curso de Reiki, é um Curso de AMOR" (e rindo de si mesma percebeu que falava a mesma coisa, rsrsrs). REIKI É AMOR. E esta, meus queridos, é a primeira e a Maior Medicina.
Estávamos entre 8 pessoas, nos recordando da essência primordial que a tudo criou e continua criando...
Intensidade, profundidade, beleza, emoção, libertação, integração... são palavras que se tornam vagas para descrever este momento, tão pouco para descrever a sensação que nos toma ao perceber-se parte desta GRANDE FAMÍLIA que cresce, se expande, se reconhece.

Costumo dizer algo um pouco diferente do que sempre ouvimos:
"MUITOS SÃO OS CHAMADOS... MAS POUCOS SÃO ÀQUELES QUE REALMENTE SE ESCOLHEM". (Ana Andrade)

Aí estão ELES... Reikianos...
...entre lágrimas e MUITO BRILHO, o sorriso da REALIZAÇÃO.

Nos honra ter estado com vocês,
Ana Paula Andrade

8 de abr de 2010

AYURVEDA PARA MULHERES
c/ SABRINA ALVES /SP
09/04/2010

PALESTRA GRATUÍTA
19h30min

Contribuição espontânea: erva-mate, sabonete, incenso, velas, almofadas para o espaço.

Local: CICC PAZ
Rua São Jerônimo, 76 - centro - Esteio/RS
(rua da Brigada Militar)
Fone: 98210643 / 92453371
ciccpaz@gmail.com

Organização:
INSTITUTO GAYATRI
CICC PAZ
CLÃ FILHAS DA LUA

5 de abr de 2010

Ser Feliz ou ter Razão?

Para reflexão...

Oito da noite, numa avenida movimentada. O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos. O endereço é novo e ela consultou no mapa antes de sair. Ele conduz o carro. Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda. Ele tem certeza de que é à direita. Discutem. Percebendo que além de atrasados, poderiam ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida. Ele vira à direita e percebe, então, que estava errado. Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz o retorno. Ela sorri e diz que não há nenhum problema se chegarem alguns minutos atrasados. Mas ele ainda quer saber: - Se tinhas tanta certeza de que eu estava indo pelo caminho errado, devias ter insistido um pouco mais... E ela diz: - Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estávamos à beira de uma discussão, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite!

MORAL DA HISTÓRIA:

Esta pequena história foi contada por uma empresária, durante uma palestra sobre simplicidade no mundo do trabalho. Ela usou a cena para ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independentemente, de tê-la ou não. Desde que ouvi esta história, tenho me perguntado com mais freqüência: 'Quero ser feliz ou ter razão?'

(Recebido por email da amiga Vera Kruger)

2 de abr de 2010

Tem alguém mais querendo se passar por coelhinho...

...esteja atento!!!

Coisa mais amada...











Celebre a Vida todos os dias, valorize às amizades e os momentos de Encontro... honre os processos de morte e renascimento que acontecem a todo instante, em você e a sua volta... a cada exalação e inspiração você morre e renasce.

Não colabore com o sistema manipulativo e com a sociedade do consumo, do exagero e da obsessão... Torne doce suas palavras, ações e relações todos os dias... Não crie nossas crianças de forma robotizada e distante do real significado das coisas, alimente-as de valores e nutra o Espírito.

Para você e para a Família Planetária, que a fertilidade e a abundância seja parte de nossa existência e o Amor transforme nossos olhares!!!

Abraço fraterno
Ana
Se algum artigo neste blog estiver como "autoria desconhecida" e você souber informar, agradeço e farei a devida correção. Solicito também que ao extrair qualquer informação desta página seja adicionada à devida autoria ou endereço: http://pedagogiadoencontro.blogspot.com

Grata pelo Encontro.